sábado, 3 de maio de 2008

1o ano - aula 4 - O FLUXO DE ENERGIA E DE MATÉRIA NUM ECOSSISTEMA

A vida na Terra depende quase que inteiramente da energia que provém do Sol. O produtores desempenham um papel vital no fluxo de energia através de todos os ecossistemas. Através da fotossíntese a energia luminosa do Sol é convertida em energia química que fica guardada nas substâncias orgânicas (principalmente glicose), que poderá ser transferida para um animal através da alimentação.



É por isso que dizemos que os produtores representam a "porta de entrada" da energia no mundo vivo, ou seja que os produtores são sempre o primeiro elo na transferência de energia para os demais componentes da cadeia. A energia é transferida, claro, através dos alimentos.



O fluxo de energia segue sempre um determinado trajeto: produtores → consumidores → decompositores.



Nos ecossistemas, a quantidade de energia disponível diminui à medida que vai sendo transferida de um nível trófico para outro. Cada componente da cadeia alimentar consome, em sua atividade metabólica, a maior parte da energia que adquire com os alimentos. Portanto cada nível trófico transfere para o seguinte somente uma mínima parcela da energia que adquiriu. Podemos dizer portanto que o fluxo de energia numa cadeia alimentar é decrescente.



De modo geral, considera-se que cada elo da cadeia recebe aproximadamente 10% da energia que o elo anterior recebeu. Por isso, as cadeias alimentares em geral não possuem mais que quatro ou cinco níveis tróficos.



Além de decrescente, a energia tem sempre um fluxo unidirecional e conseqüentemente acíclico na cadeia alimentar. A energia penetra no mundo vivo na forma de luz e se perde para o ambiente na forma de calor, não podendo mais ser reaproveitada. Apenas uma pequena parte da energia química dos alimentos se transforma em energia de trabalho; a maior parte da energia se perde para o ambiente na forma de calor.



Ao contrário da energia, a matéria tem fluxo cíclico num ecossistema, pois, penetra no mundo vivo através dos produtores, na forma de substâncias simples como gás carbônico, sais minerais e água, transforma-se em substâncias orgânicas que podem ser passadas ou não para os consumidores através da alimentação e finalmente é decomposta por fungos e bactérias e transformada novamente em substâncias inorgânicas simples que poderão ser reutilizadas pelos produtores.





Esse esquema retirado do site português: http://tuta.no.sapo.pt/cn8/fluxo/acttfluxoener.jpg resume bem os fluxos de energia e de matéria no ecossistema:






4 comentários:

Celia disse...

Oi Fernando!
Adorei seu blog, é um instrumento muito bacana para os alunos poderem
se comunicar com vc e interagirem com a matéria.
Ontem, sábado - tinha Escola da Familia, dois alunos do 1ºD foram até a escola e eu vi eles lendo o seu blog... me disseram que tinham que fazer um trabalho! Achei o máximo!!!!!
Digam a eles que aqueles que não tiverem computador, podem ir até a escola aos finais de semana para pesquisar ou fazer trabalhos.
Abraços
Celia

Anônimo disse...

Oi Professor Fernando !

Gostei muito do seu blog, é muito útil para nós alunos do Ensino Médio da Escola: E.E "Pedro Raphael da Rocha".

Olhando aqui à aula facilita mais na hora de fazer os exercícios dentro de sala de aula.

Tchau Professor !

(Sou o Andrew - aluno do 1ºD)

Flávia disse...

Olá Professor!
Bom,não sou sua aluna,muito menos sei alguma coisa sobre vc.Mas como sou uma aula louca por biologia achei seu blog e estou usando-o para estudos fora do meu material da escolar,e queria dizer parabéns pelo seu trabalho!Está me ajudando muito.
Beijos Flávia.

Fernando Brasci (Prof. Nandão) disse...

Valeu Flavia.
É bom saber que alguém gosta de nosso trabalho e que ele está sendo útil.
Obrigado.