terça-feira, 15 de julho de 2008

3o ano - aula 9 - GIMNOSPERMAS

As gimnospermas são plantas vasculares, com espécies que podem atingir grande porte. Pinheiros, sequóias e ciprestes são exemplos de plantas desse grupo.
São plantas terrestres que vivem preferencialmente em climas frio ou temperado. São dotadas de raízes, caules, folhas e produzem sementes, mas não produzem frutos e por isso suas sementes não ficam protegidas e sim expostas. Daí o significado do nome gimnosperma (gimno = nu + sperma = semente) sementes nuas.

As gimnospermas produzem estróbilos que são ramos modificados com estruturas relacionadas à reprodução sexuada. Estes podem ser masculinos ou femininos. Em algumas espécies, como o pinheiro europeu (Pinus), ocorrem os dois tipos no mesmo indivíduo, enquanto em outras, como o pinheiro-do-paraná (Araucaria), os estróbilos são formados em um indivíduo e os masculinos em outro.

Nos estróbilos masculinos são formados os grãos de pólen, e no feminino são formados os óvulos. Os grãos de pólen são transportados pelo vento até o óvulo. Este grão de pólen abriga o gametófito masculino imaturo, que formará os gametas masculinos. Ao chegar no óvulo, o grão de pólen germina e forma o tubo polínico, que corresponde ao gametófito masculino maduro, que leva o gameta masculino até o feminino no interior do óvulo.

Após a fecundação surge o zigoto que dá origem ao embrião, e o óvulo transforma-se em semente. A sementes da araucária é conhecida com o nome de pinhão, e o estróbilo feminino é conhecido como pinha.

Um comentário:

lili disse...

nossa amei essa explicaçãov valeu bjos