sexta-feira, 8 de maio de 2009

MEMBRANA PLASMÁTICA - TIPOS DE TRANSPORTE

1 - TRANSPORTE PASSIVO
Quando as substâncias passam livremente através da membrana plasmática. Ocorre sem que a célula precise gastar energia.
a. difusão simples - Tendência de espalhamento espontâneo de partículas num meio. Quando dois meios com concentrações diferentes de soluto entram em contato através de uma membrana permeável, o soluto passa do meio de maior concentração para o de menor concentração, até que a concentração dos dois meios se igualem. Nas células a difusão ocorre principalmente para a passagem de íons e gases pela membrana plasmática.
Difusão dos gases na membrana - como uma célula viva está constantemente realizando a respiração, há um gasto contínuo de gás oxigênio pela célula, de modo que a concentração desse gás tende no interior celular é sempre menor que a concentração no meio extracelular. Assim o gás oxigênio entra naturalmente na célula por difusão simples. Com o gás carbônico acontece o contrário. Como a célula produz continuamente esse gás durante a respiração, a sua concentração no meio intracelular é sempre maior que a do meio extracelular. Assim o gás carbônico sempre sai da célula por difusão.
b. difusão facilitada - Algumas moléculas maiores, como a glicose, têm dificultades em atravessar a membrana plasmática por difusão simples.
Tomando ainda a glicose como exemplo, sabemos que as células precisam de uma quantidade razoável desse monossacarídeo para sua respiração. Se a célula dependesse da difusão simples para obter glicose, não teria a quantidade suficiente para se manter viva: a difusão da glicose seria muito lenta devido ao seu tamanho molecular. Por esse motivo, algumas proteínas da membrana plasmática facilitam a entrada da glicose, abrindo verdadeiras portas para a sua entrada. Essas proteínas que ajudam a glicose a entrar na célula são denominadas proteínas transportadoras ou proteínas carregadoras que formam canais por onde as moléculas de glicose se deslocam de acordo com o gradiente de concentração.
c. osmose - é um caso especial de difusão em que apenas o solvente (água) se difunde através de uma membrana semipermeável (membrana plasmática). Nesse caso é a água que passa de um meio mais concentrado em solvente (menos concentrado em solutos) para um meio menos concentrado em solvente (mais concentrado em solutos).
Quando uma célula é colocada num meio hipertônico (com alta concentração de solutos), esta tende a perder água através da membrana, ficando murcha. Se, por outro lado a célula for mergulhada num meio hipotônico (com menor concentração de solutos), a água entra pela membrana e a célula incha, ficando túrgida. Dependendo da diferença de concentração, pode até estourar.
Finalmente, se a célula for colocada num meio isotônico (concentração de solutos do meio extracelular igual à concentração de solutos do meio intracelular), a quantidade de água que sai pela membrana é igual à quantidade que sai. Nesse caso o volume celular não se altera.
2 - TRANSPORTE ATIVO
a. Bomba de sódio-potássio - As células vivas precisam manter no seu interior concentrações de íons sódio e potássio diferentes das encontradas no meio extracelular. As células humanas mantêm sempre a concentração interna de íons de potássio (K+) cerca de 20 a 40 vezes maior que a concentração do meio externo e a concentração de íons sódio (Na+) sempre de 8 a 12 vezes menor.
Para manter essas concentrações de K+ e Na+ constantes, a célula gasta energia, "bombeando" íons k+ para dentro do citoplasma e os ínos Na+ para fora. Dessa forma, os íons sódio e potássio atravessam a membrana plasmática contra o gradiente de concentração (do meio menos concentrado para o mais concentrado), através de um transporte ativo.

4 comentários:

Joyce disse...

Muito bom!!!
agora eu já sei de onde tirar os trabalhos!!!

Caroline Moura disse...

parece até minha professora explicando. Ótimo

Caroline Moura disse...

parece até minha professora explicando. Ótimo!

Swsw disse...

Muito bom seu blog explicativo me ajudou demais, muito obrigada pelo carinho aos estudantes do Brasil